Volubilis: O Império Romano em Marrocos

De Fez seguimos para Volubilis, localizada no Médio Atlas. Como? Se lembre que estamos de carro. Contratamos a Sahara Desert Crew desde Tânger.

Trecho de estrada entre Fez e Volubilis

Volubilis é o sitio arqueológico mais bem preservado do país e Patrimônio Mundial da Unesco  desde  1997.

O nome se deve a essa florzinha amarela, muito comum na região.

Volubilis, nome dessa flor amarelinha, muito comum na região.

Essas ruínas adquiriram destaque mundial quando foram escolhidas como cenário,  por Martin Scocesse,  para seu filme A Última Tentação de Cristo.

Localizada em uma planície extremamente fértil, desenvolveu-se a partir do século III a.C., como um povoado fenício-cartaginense.

Entrada do sítio arqueológico de Volubilis

A partir do século I A.C. o Império Romano a transformou no centro administrativo da província romana na África chamada de Mauretania Tingitana.

Sendo um centro administrativo, tinha como componentes as mansões dos oficiais, o centro da cidade, o arco do triunfo e os templos em devoção aos deuses romanos.

Passeio pelas ruínas

Depois da entrada, um pequena e leve trilha leva ao inicio das ruínas.

Trilha para o inicio das ruínas.

Repare na proteção contra o sol desses visitantes! Lá é tudo descampado, pouca sombra. Não se esqueça do chapéu, boné, sombrinha ou turbante (rs).

Prensas de azeite

Um stop nas prensas de azeite que indicam a base econômica da Volubilis antiga. Hoje restam apenas os olivais aos arredores.

Prensa de azeite

Casas com mosaicos em Volubilis

As ruínas das casas com mosaicos nos pisos, receberam nomes de acordo com o desenho retratado.

A Casa de Orpheu é a maior de todas e tem vários mosaicos.

Mosaicos da Casa de Orfeu

Na Casa dos Trabalhos de Hércules tem um mosaico representando as Quatro Estações.

Mosaico das Quatro Estações, na Casa dos Trabalhos de Hércules

Na Casa de Vênus o mosaico de Diana e sua Ninfa.

Diana e sua Ninfa

Na Casa do Efebo, o mosaico representando Baco encontrando Ariadne adormecida.

Mosaico de Baco encontrando Ariadne adormecida

O mosaico da Casa do Atleta é um dos mais bizarros.

Mosaico da Casa do Atleta

Templo Capitolino

É dedicado à Tríade Capitolina (Júpiter, Juno e Minerva).

Templo Capitolino em Volubilis

 Arco Triunfal ou de Caracala

Construído em mármore no ano 217 em homenagem ao imperador romano Marco Aurélio Antonino, conhecido como  Caracala, e sua mãe.

Caracala reinou por apenas 7 anos e faleceu aos 29 anos de idade.

Arco Triunfal em Volubilis, Marrocos

A religião praticada em Volubilis  era a Cristã e o idioma falado pelos gregos, judeus e sírios era o latim.

As terras férteis da província produziam vários produtos, como grãos e azeite de oliva, o qual era exportado para Roma. Foi o ponto final das rotas do império romano que atravessavam a França, Espanha em direção à Tanger e, eventualmente, até Volubilis.

Os berberes não aceitavam a exploração das terras marroquinas pelos romanos, apesar de terem introduzido no país a prensa de óleo e outros itens de importância como  utensílios de culinária e o relógio de sol.

Os romanos deixaram o Marrocos após 300 anos de conflitos com os berberes e a queda do seu Império.

Um fato interessante é que os berberes viveram em harmonia com os imigrantes judeus, sírios e gregos após o controle de Volubilis até a ascensão do sultão Moulay Idris ao poder.

A entrada é paga e existem guias locais que falam vários idiomas. Fizemos a visita por volta das 11 horas. Não recomendo. O sol estava escaldante!  A visita completa  dura umas 2 horas, mas se você for um amante de arqueologia talvez queira ficar o dia inteiro.

Para conhecer mais lugares interessantes em Marrocos acesse:

www.malaenxuta.com/tanger/

www.malaenxuta.com/chefchaouen/

www.malaenxuta.com/fez/

www.malaenxuta.com/jardin-majorelle/

E aí? Já havia ouvido falar de Volubilis? Espero que esse post tenha servido como mais uma inspiração para  conhecer esse deslumbrante país.

 

Um forte abraço !!!!

 

 

 

Fernanda Moretzsohn

Olá, eu sou a Fernanda. Mãe de três. Casada. Viciada em leitura e café. Apaixonada por aventuras e natureza. Adoro malhar e sentar no chão. Detesto água fria, shoppings e fazer compras. Acho que temos o suficiente e que perdemos muito do nosso precioso tempo de vida com compromissos desnecessários e preocupações fúteis. Sou consumista, de viagens. Quando aparece uma chance faço uma malinha enxuta e embarco! No avião, trem, carro ou canoa, tanto faz. Melhor ainda se for a pé. Adoro compartilhar o que tem nesse nosso mundão com você. Me acompanha?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *