Viajar é preciso

Como comentei no post transformando a vida em uma mala enxuta, sempre viajei muito. Mas nunca tive uma preocupação em documentar os fatos, lugares e todas essas coisitas que quero fazer daqui para frente. Esse mapa aí embaixo, do aplicativo been,  representa os países que conheci até o momento inaugural da minha malinha. Aquela bem levinha, que vou colocar nas costas e sair por aí, acompanhada ou não, com o marido ou a família toda, ou só comigo mesma, tanto faz, só tenho essa vida.

Mapa-em-março-de-2016
Fonte: Aplicativo been

Não tenho pretensões de conhecer o mundo inteiro. Na verdade, tem lugares que nem me arriscaria conhecer. Por outro lado, tem outros que adoraria retornar e explorar mais. De qualquer forma  quero dar uma boa colorida nessa figura. Não tem muitos posts prontos ainda, vou liberando aos poucos.  Não faço viagens com agências, gosto de fazer a minha programação. Tento ao máximo viajar em baixa temporada, ou seja, durante os meses de abril/maio e setembro/outubro, quando os custos, tanto de hospedagem quanto de passagens, ficam bem mais acessíveis.

Enfim,  espero de alguma maneira inspirá-lo (a) a aproveitar esse lado tão gostoso da vida. Nos vemos por aqui, ok?